SUA EMPRESA ESTÁ PREPARADA PARA A ROBOTIZAÇÃO?

Muitas empresas vêm buscando soluções com robôs de solda para melhorar a qualidade, a produtividade e o lucro das empresas, mas será que elas estão preparadas para a robotização?

Para responder a essa questão, resolvemos detalhar o que é necessário para a robotização de soldagem sem tropeços após a instalação.


O robô de solda, sem dúvidas, traz grande economia financeira para a empresa, pois em média faz o mesmo trabalho que seis soldadores, além de eliminar o trabalho de acabamento, pois a solda fica quase sem respingos, economizando assim gastos com abrasivos, ferramentas elétricas e/ou pneumáticas, EPIs e pessoas. O consumo de energia elétrica também é reduzido bruscamente, pois normalmente usa-se inversoras de solda de alta frequência de chaveamento (100 KHZ) obtendo com isso uma corrente muito baixa no primário, se comparada com máquinas de solda manuais eletro mecânicas. Outra redução importante é a do arame de solda, no qual conseguimos obter em torno de 20% de economia devido a diminuição de respingos e padronização da velocidade de soldagem e ainda temos a economia de em torno de 38% no consumo de gás, economia essa obtida devido a redução do tempo de soldagem, proteção das correntes de ar feita pela cabine e precisão na proteção gasosa da poça de fusão, dada pelo controle de altura do bocal. Essa economia pode ser elevada em até mais 60% com o uso do economizador de gás Ecogás desenvolvido pela Powermig e comercializado pela Elite.

A qualidade da soldagem é outro fator importante, no qual se tem um grande melhoramento em relação a soldagem manual, pois o robô mantém grande precisão de posicionamento, de controle de altura da tocha em relação à junta, boa soldabilidade e de velocidade obtendo assim grande repetibilidade.

Mas, para obter todos esses benefícios é muito importante que antes da implantação a empresa se prepare, especialmente nas etapas de corte e conformação das peças. Teoricamente, o robô precisa encontrar a junta de solda com precisão de no mínimo a metade do diâmetro do arame de solda. Ou seja, se a soldagem é feita com arame de 1mm, a junta precisa ter precisão de 0,5 mm. Essa precisão só é obtida com cortes e conformações feitas em máquinas e ferramentas de qualidade além de gabaritos de soldagem precisos. A princípio não há a necessidade de se preocupar com profissionais para operar o robô, pois a única exigência é que a pessoa que fará as programações tenha bom conhecimento de solda e habilidade com informática de modo geral. Os insumos como arame e gás são os mesmos usados na solda MIG/MAG manuais. Também não é preciso se preocupar com espaço físico, pois o tamanho da célula normalmente é menor que o espaço ocupado pelos postos de trabalho manuais. A fumaça gerada durante a solda pode ser facilmente resolvida com o uso de exaustores de fumos.

As informações apresentadas são baseadas em estatísticas feitas usando o robô de solda Panasonic com sistema TAWERS cujo manipulador, fonte de solda, interface, tocha e software são integrados.


12/02/21, Willian Oliveira, diretor da empresa Elite Soldas e Robótica.


Featured Posts
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Social Icon

ELITE SOLDAS E ROBÓTICA

Fone: +55 (31) 3358.4700  

Rua Pedro I, 30, Água Branca | 32371-460 Contagem | MG | Brasil

Visite nossa Vitrine Virtual

e adquira seu produto: 

www.elitemaquinas.com.br

  • Facebook Social Icon
  • YouTube ícone social
  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social