ELITE SOLDAS E ROBÓTICA

Fone: +55 (31) 3358.4700  

Rua Pedro I, 30, Água Branca | 32371-460 Contagem | MG | Brasil

Visite nossa Loja online

e adquira seu produto: 

www.elitemaquinas.com.br

  • Facebook Social Icon
  • YouTube ícone social
  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social

Indústria 4.0 - O que é e qual a sua importância?

September 13, 2018

Ao longo da história a humanidade tem sido demarcada por ciclos que vão da pré-história até à pós-modernidade, que floresceu após a Queda do Muro de Berlim. São períodos que se definem pelo status tecnológico, sociológico, geográfico e histórico.

 

E entre cada um desses ciclos há eras de desenvolvimento como a Revolução Industrial, que ocorreu em 1780 e deu início a Idade Contemporânea. Sociologia a parte, fato é que vivemos hoje a quarta grande Revolução Industrial, que é comumente chamada de Indústria 4.0.

 

Em tese, a Indústria 4.0 significa a sinergia entre físico, virtual e biológico nos processos industriais. Mas para falar sobre a Indústria 4.0 é preciso repassar os processos anteriores:

 

  • 1780 - A primeira revolução, literalmente criou a indústria com o emprego de maquinário para a fabricação bens.

  • 1870 – O segundo passo da indústria ocorreu com o emprego da eletricidade para o funcionamento do maquinário, ao invés de tração animal, vapor e o próprio esforço humano.

  • 1969 – O terceiro degrau foi a automação dos processos com uso da eletrônica em  maquinários complexos, como robôs industriais, que aumentaram a precisão e produtividade

 

E agora chega o quarto passo, que eleva todo o desenvolvimento industrial a um patamar em que máquinas, insumos e pessoas se interagem por meio de uma robusta rede de dados (Big Data) e Inteligência Artificial para otimizar processos, reduzir falhas e custos, evitar acidentes e aumentar a produtividade.

 

Um dos pilares da Indústria 4.0 é a Internet das Coisas. Máquinas, peças e componentes são capazes de se identificar durante o processo fabril. QR Codes criam uma identidade para cada peça, que é rastreada por máquinas que identificam qual é sua finalidade durante o processo de produção.

 

Esse conceito é conhecido como “Ciber-Físico”. Toda máquina, todo componente, tem uma “cópia” em ambiente digital, que permite a interação física desses objetos. Tudo isso garante maior assertividade na fabricação de bens. E caso haja um defeito, é possível rastrear a origem e componente defeituoso.

 

 

Muito além do processo fabril

 

 

Mas a indústria 4.0 não se restringe apenas ao processo fabril. Essa indústria também permite o desenvolvimento de tecnologias e aperfeiçoamento de inteligência artificial, em que máquinas interagem entre si.

 

Os projetos de automação de automóveis, por exemplo, recorrem à Inteligência Artificial (IA) e a Internet das Coisas. Um carro é capaz de informar sua posição ao outro e, assim,evitar que se colidam. A IA dá ao automóvel a capacidade de raciocínio e tomar decisões para completar sua tarefa da forma segura.

 

Eles também são capazes de registrar quando passam sobre um buraco e registrar num banco de dados para que outros carros saibam exatamente onde está o obstáculo e tomem a devida precaução para evitar uma avaria.

 

A Indústria 4.0 também prevê o desenvolvimento da engenharia biológica e química, com a criação de metodologias e tecnologias capazes de construir elementos biológicos como enzimas, conexões nervosas e tecidos.

 

A Indústria 4.0 já é uma realidade, com máquinas conectadas, componentes mapeados, capacidade de decisão independentemente de uma ação humana e com nível de precisão celular. E o melhor, é bem diferente daquele robô que queria exterminar a humanidade nos filmes dos anos 1980.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Featured Posts

Quais são os principais tipos de robô industrial?

March 14, 2018

1/6
Please reload

Recent Posts
Please reload

Archive